Manobra de Heimlich é uma técnica de primeiros socorros utilizada em casos de emergência por sufocamento.

A conscientização da importância da prevenção de acidentes e primeiros socorros na infância é muito importante. E buscar o aprendizado é necessário! Os pais devem estar atentos, buscar informar-se,  fiscalizar e cobrar esse preparo dos locais onde deixam as crianças como escolas, creches, para estarem 100% preparados para garantir a segurança das crianças que estão sob sua responsabilidade. Com criança todo cuidado é pouco e a atenção tem que ser redobrada. O Ministério da saúde divulgou dados alarmante do aumento de morte de crianças até 1 ano por sufocamento. Em 2016, mais de 800 crianças morreram por esse motivo, sendo que, em 77% dos casos, os bebês envolvidos tinham menos de um ano de idade.

A LEI LUCAS, torna indispensável que instituições de ensino básico e de recreação infantil proporcionem a capacitação de seu corpo docente e funcional em prestação de primeiros socorros. O projeto foi aprovado por unanimidade pela Câmara dos Deputados, estando agora para ser votado pelo Senado. A LEI LUCAS é a iniciativa de uma mãe que perdeu seu único filho, vítima de sufocamento com cachorro quente na escola.

O procedimento para salvar uma criança do engasgo/sufocamento deve ser iniciado imediatamente, chama-se Manobra de de Heimlich.

Manobra de de Heimlich em crianças até 1 ano de idade:

-Segurar o bebê com a face voltada para baixo;

-Apoiado no antebraço;

Manter a cabeça mais baixa que o tronco;

-Apoiar a mandíbula com a mão;

-Dar 5 golpes vigorosos com a região hipotênar da mão, entre as escapulas.

-Após os golpes, virar a criança em bloco e realizar compressão torácica;

– CADA CICLO DE MANOBRAS COMPREENDE 5 GOLPES NO DORSO,

SEGUIDOS DE 5 COMPRESSÕES TORÁCICAS.

Os ciclos devem ser repetidos até o objeto ser expelido.

 

Manobra de de Heimlich em crianças a partir de 1 ano de idade:

– Posicione-se em pé, com as pernas afastadas, atrás da criança;

– Fechar suas mãos em punho, colocar na região do abdômen da criança;

– Realizar compressão rápida, de baixo para cima;

 – Realizar a manobra até saída do corpo estranho.

No caso de a criança apresentar parada respiratória, deve ser iniciada a manobra de reanimação cardiorrespiratória e acionar o serviço de urgência.  SAMU 192

Mais informações sobre cursos de prevenção de acidentes e primeiros socorros na infância entre em contato.

http://micheleferreira.org

Prevenção de acidentes na infância

Os acidentes representam a principal causa de morte entre os brasileiros de 0 a 14 anos de idade. Foram 3.886 mortes e  117 mil  hospitalizações em 2015, segundo dados do Ministério da Saúde. Em nível mundial, os acidentes provocam a morte de 830 mil crianças por ano. O acidente de trânsito está em primeiro lugar nos três Estados do Sul, como causa de morte até 14 anos. Seguido de afogamento e queimaduras.

A Prevenção

Estudos americanos comprovam que 90% dos acidentes com crianças podem ser evitados e, consequentemente, toda a dor da família e os custos sociais e financeiros que isso gera para a sociedade.

São adaptações importantes para a mudança de comportamento, tais como: a adequação do ambiente de que a criança participa, escola, casa onde mora e de outros parentes; a observação e cuidado constantes à criança.

Confira algumas dicas:

Coloque o bebê para dormir com a barriga para cima evitando asfixia;

Não faça brincadeira que possa exagerar ao sacudir a cabeça da criança;

Não tape os espaços das laterais do berço;

Não deixe a criança no mesmo ambiente que as pessoas estejam fumando;

Escolha brinquedos adequados para faixa etária;

Cuide nas trocas de fralda para não deixar a criança sozinha em cima do trocador/cama;

Coloque bloqueio que impeça a passagem para cozinha, área de serviço, pátio, escadas, piscinas e banheiro;

Mantenha medicamentos e produtos de limpeza na embalagem original em armários fechados e fora do alcance das crianças.

Coloque redes de proteção nas janelas;

Em caso de intoxicação, ligar para o plantão 24 horas do CIT (centro de informações toxicológicas): 0800 721 3000 http://www.cit.rs.gov.br

Com relação ao trânsito, algumas dicas são importantes : 

– Educar com relação ao trânsito
– Atravessar a rua na faixa de segurança;
– Até 10 anos atravessar de mãos dadas com adultos;
– Nunca correr;
-Olhar para os lados e se certificar que o motorista está visualizando o pedestre;

– Não correr atrás da bola na rua;

– Não passar correndo na frente de garagens e estacionamentos.

A Resolução 277 do CONTRAN – Conselho Nacional de Trânsito regulamentou o transporte de crianças em veículos. Segundo a norma, publicada em maio de 2008, crianças de até sete anos e meio devem ser transportadas obrigatoriamente no banco traseiro e em dispositivos de retenção de acordo com a idade. Em 2010, iniciaram as ações de fiscalização por parte dos órgãos de trânsito.

Estudos americanos mostram que cadeiras de segurança para crianças, quando instaladas e usadas corretamente, diminuem os riscos de óbito em até 71%, em caso de acidente. 69% das hospitalizações. Outra informação relevante é que a probabilidade de um acidente fatal diminui entre 35% e 50% se a criança estiver no banco traseiro do veículo.

75% dos acidentes ocorrem a 30 km de casa. Somado a isso, 60% dos acidentes ocorrem em vias com limite de velocidade inferior a 70 km/h.

CURSO PREVENÇÃO DE ACIDENTES E PRIMEIROS SOCORROS NA INFÂNCIA
Atuando na área hospitalar há 18 anos, a enfermeira Michele Ferreira vai ministrar o curso de Prevenção de acidentes e primeiros socorros na infância, no dia 06 de junho, no Espaço Rachi em Porto Alegre.  Michele ressalta que é preciso prevenir os acidentes tornando o ambiente doméstico e escolar adequados para a criança.
Este curso pode ser realizado nas escolas. Entre em contato para mais informações.
Quando: 06 de junho das 19h às 22h
Local : Espaço Rachi
Rua Lagoinha, 88 – Bairro Petrópolis
Valor: R$ 75,00
Inscrições: 51 984056323
Público: Pais e familiares, profissionais que trabalham com crianças.